Policial

Assassinado em Matupá o ex-servidor público Valdir Caravajá

Publicado dia 01/03/2015 às 10h07min | Atualizado dia 01/03/2015 às 10h21min
Vítima foi morta a tiros no interior de sua casa no Bairro ZH1 em Matupá. Polícia investiga motivações do crime.

Valdir Caravaja, 49 anos, foi assassinado, a tiros, na noite deste sábado (28) em sua residência localizada na Rua 04 do Bairro ZH1 na cidade Matupá. 

Informações preliminares e relatos de testemunhas dão conta de que Valdir Caravaja estava no interior da casa, quando dois homens chegaram, um deles ficou do lado de fora dando cobertura e o outro pulou o muro. 

O criminoso efetuou da janela vários disparos contra a vítima, e logo em seguida evadiu-se do local em uma motocicleta, cujos dados ainda não foram revelados. 

As autoridades policiais imediatamente foram acionadas, e ao chegarem na cena do crime averiguando-se a veracidade dos fatos, porém devido aos ferimentos a bala, Valdir Caravaja  não resistiu e foi a óbito. 

Uma arma de fogo foi encontrada e os investigadores acreditam e suspeitam que a vítima ainda tenha tentado se defender, trocando tiros com os criminosos. Versão e linha de investigação que ainda deverá ser apurada. 

Não existe notícias de que foi subtraído ou roubado algo da residência que possa atribuir a ocorrência como tentativa de assalto. Diligências estão sendo feitas pelas Polícias Militar e Judiciária Civil no sentido de identificar e prender os elementos que praticaram o homicídio. Até o momento ninguém foi preso.  

Valdir Caravaja era morador muito conhecido em Peixoto de Azevedo, onde atuou por vários anos como Chefe do Departamento de Compras e Almoxarifado Prefeitura Municipal. 

Segundo matéria veiculada no site Gazeta Digital em 28 de Janeiro de 2014, Valdir Caravajá havia sido denunciado pelo Ministério Público Estadual à Justiça de Mato Grosso, por homicídio triplamente qualificado, cometido contra a esposa dele, Maria Ilma de Freitas Caravaja, 42. De acordo com a Promotoria de Justiça, laudos mostraram que ele, deliberadamente, colidiu o carro que dirigia contra a mureta de proteção da rodovia BR-163, causando o capotamento do veículo. O caso foi registrado em novembro de 2012 e a vítima morreu carbonizada.  

Fonte: Notícia Vip